Desigualdade social quão complicado de resolver

Gostaria de conversar com você um pouco sobre desigualdade social, um problema complicado, que acredito que nunca será resolvido no mundo. Mas, tenho plena convicção que poderíamos ao menos reduzir a desigualdade entre pessoas e países com toda a certeza.

Quando falamos em desigualdade, já pensamos as vezes em socialismo e etc. Como podemos saber na teoria e até legal, mais na pratica, nunca deu certo. O capitalismo tem sido o sistema menos ruim até hoje utilizado no planeta, mas, também tem inúmeros problemas, nós tornando capitalistas selvagens e com o avanço da tecnologia, nos isolando ainda mais, cada vez mais nos preocupamos menos com o próximo.

Com o avanço da crise financeira, isto tudo se torna ainda pior, chegando ao ponto extremo que vemos que o pouco que ajudamos e nada, e quanto mais ajudamos, menos vemos efeitos pratico de melhorias, já que são muitas pessoas precisando de comida, roupa, atenção e principalmente, necessitando de Deus!

Dois acontecimentos me chamaram muito a atenção recentemente, o primeiro foi durante uma viagem para São Paulo, na Av Paulista vi um grupo de moradores de rua em frente a um dos maiores bancos do país, me fez refletir como tanta riqueza fica em um lugar, enquanto outros falta tanto. E não acho que seja culpa apenas dos bancos, longe disto. A culpa e de todos da sociedade, inclusive minha e sua!

Outro item foi sair do escritório aonde trabalho, caminhar até um banco para fazer um saque se não me falha a memória, tendo uma distancia de dois quarteirões, olha que quarteirão no interior e pequeno, fui abordado por mais de três pessoas pedindo ajuda. Me chamou muito a atenção a quantidade de pessoas pedindo, me deu aquele pensamento interior de frustração já que eu não tinha como ajudar todos. E também, fiquei um pouco de apreensão, pensando, poxa tantas pessoas aproveitam para pedir ajuda na rua sem verdadeiramente estar precisando, apenas dando golpes, e outras que realmente precisam, acabam ficando sem ajuda.

No item de distribuição de renda, vejo as igrejas ajudando de certa parte as pessoas a distribuir sua renda, seja sendo solidário com o próximo, como também, devolvendo o dízimo e ofertas, que são utilizado para manter igrejas, salários, projetos sociais e etc. Ambos, geram consumo, despesas na sociedade dividindo a renda.

Grande parte da sociedade e muito “Solidária”, apenas no natal, seja pelo clima, como também por sobrar um pouco mais já que grande parte recebe o décimo terceiro salário. Mas, na minha opinião, devemos ter iniciativas TODOS os meses do ano. Outro caso e dor para o Criança esperança ou Teleton uma vez por ano e os demais meses, o que os movimentos sociais vão fazer sem renda? Tente procurar no seu bairro ou cidade pessoas e projetos sociais em que você possa participar, colaborar. Acredito que se cada um de nós começarmos a fazer algo, vamos ajudar muito a melhorar a qualidade de vida do próximo.

Um dos itens mais importante e escolhermos melhor nossos representantes, primeiro, precisamos votar e apoiar políticos que querem fazer mudanças estruturais no país, seja acabando com privilégios, como também reduzir o estado. Que fique claro, reduzir e não acabar. Uma sociedade sem estado tem tudo para virar um caos. O Brasil e um exemplo clássico de escolhas erradas, um país rico de natureza, recursos minerais e vegetais, clima diverso e estável. E ainda somos tão pobre, partidos corruptos, nós cidadãos somos corruptos e tudo isto se transforma em pobreza, desigualdade. Os recursos vão para quem tem boas ideias ou para os amigos dos políticos. Quando falamos em políticos, pensamos praticamente apenas em presidentes, porém, precisamos escolher bem em todos os cargos, presidentes, governadores, deputados federais, senadores, deputados estaduais, prefeitos e vereadores!

O governo gastar mais do que ganha e uma das maiores atrocidades, porque o problema vai apenas aumentando, de uma geração para a outra, ao invés de deixar coisas boas, deixa juros. Fora que o governo e um grande exemplo para muitas pessoas. Juros compostos e ótimo para quem ganha e terrível para quem paga, devemos ao máximo evitar estes juros cruéis, sei que ganhando pouco precisaremos com frequência, mais, o que pudermos evitar será muito mais saudável para nossa qualidade de vida.

Espero que este texto faça você pensar o que pode fazer para o seu próximo e caso tenha alguma ideia para colaborar para uma mudança ainda mais rápida para reduzirmos as desigualdades, manda um e-mail ou comenta a postagem, será legal mais pessoas pensando sobre isto e acima de tudo, agindo!

Written by Thiago Costa Guimarães

Falar sobre nós mesmos e bem estranho, mas, posso resumir um pouco. Sou Tricolor Carioca, formado em administração de empresas, apaixonado por caminhada e pela minha esposa Adrielly, discípulo de Jesus Cristo!

This article has 1 comments

  1. Marinho Santos Reply

    Seu ponto de vista é muito interessante, temos que começar a ver o outro como ser humano que é, ter a capacidade de no colocar no lugar do outro, ficar mais sensíveis e fazer pequenos gestos de bondade que possa multiplicar e tornar o mundo um lugar melhor pra viver.

Deixe uma resposta para Marinho Santos Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *